Mulheres & Saneamento


O Saneamento e a Vida da Mulher Brasileira

O relatório aborda que 27 milhões de mulheres – uma em cada quatro no país – não têm acesso adequado à infraestrutura sanitária e o saneamento. O estudo investigou como as carências de saneamento comprometeram a saúde das mulheres brasileiras. A ocorrência dessas doenças não só afetou a produtividade das mulheres em suas atividades econômica, como também em relação à saúde, educação, renda e bem-estar.

Também foram traçadas estimativas que quantificam os ganhos potenciais de bem-estar que poderiam ser obtidos com o avanço do saneamento. O acesso ao abastecimento de água e esgotamento sanitário tiraria imediatamente 635 mil de mulheres da pobreza, a maior parte delas negras e jovens.

Além disso, o acesso ao saneamento traria ainda um acréscimo médio de R$ 321,03 ao ano na renda para cada uma dessas brasileiras, o que representaria um ganho total à economia do país de mais de R$ 12 bilhões ao ano.



Desenvolvido por: Instituto Trata Brasil, em parceria com a BRK Ambiental e apoio da Rede Brasil do Pacto Global


Data da publicação: dezembro de 2018


Preencha o formulário abaixo e acesse o conteúdo

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.